18 junho 2005

Iron Maiden no Pavilhão Atlântico - 16/06/05

Como podem imaginar pelo resto dos posts, a banda de eleição desta maralha dos neo-metaleiros é, sem sombra para dúvidas, os Iron Maiden, ou os "chefes". Ora, como devem ter visto nos noticiários e afins, os "chefes" andaram pelas paragens lusitanas na passada quinta-feira, dia 16 de Junho, e como não podia deixar de ser, os neo-metaleiros embalaram na 2.ª excursão da sua ainda breve experiência, para ver estes cotas da música dita "pesada".
Embarcamos para lá bem cedo e mal chegámos a indumentária típica dos fãs de Maiden começou-se a ver por tudo quanto era lado. Já não estavamos sozinhos... Jantamos por lá e dou desde já um conselho a todos aqueles, tão inexperientes quanto eu, que evitem por tudo ir comer ao Maconato (McDonald's) antes de um concerto. E mais importante ainda, nunca lá peçam imperiais, provavelmente as piores do mundo (Blargh!!!). Aquela merda trabalhou-me no estômago a noite inteira!
Mas indo ao que interessa, lá entrámos para o Pavilhão do Atlântico, com o público bastante activo desde que lá chegou, era ver cânticos de Maiden por todo o lado. A abertura do concerto ficou entregue a uma banda de Londres, os Dragonforce, uma banda de speed/power metal que até ultrapassou as expectativas do pessoal. Estes gajos são considerados as "esperanças" do speed/power metal, e eu, mesmo não sendo este o meu estilo musical de eleição, ainda curti ao som dos "marmanjos". Os solos de guitarra destacavam-se claramente, alternando entre ambos os guitarristas, superando-se constantemente. Acabei por ter um bocado de pena dos gajos acabarem tão cedo, o "aquecimento" só durou meia hora.
Seguiu-se um intervalito, e o pessoal recuperou as energias e redobrou-as quando os primeiros acordes do "Ides of March" começaram a soar, para quem não sabe, aquela primeira músiquita do "Killers". Toda a gente ficou boquiaberta e pouco depois tínhamos a banda já em palco a tocar o "Murders in the Rue Morgue", música baseada num poema de Edgar Allan Poe. Sentiu-se logo o apertão inicial do público e os "moxes" não tardaram, para grande tristeza minha. Os "moxes" continuaram de tal ordem que perdemos pouco depois os colegas Undertaker e Darkmelgus, para não os ver mais o resto do concerto. O colega Trooper é que depois me disse que estavamos rodeados de skinheads, daí o exagero dos "moxes", o próprio Bruce Dickinson ameaçou descer do palco e pregar-lhes uma carga de porrada se eles não parassem. Ele bem tentou, mas não resultou em muito, porque provavelmente não percebiam inglês.
No meio de tanta música velhinha admito que é bastante díficil encontrar a melhor da noite, mas após alguma reflecção encontrei uma que eles tocaram como nunca em nenhum concerto, "Remember Tomorrow". Esta música, que a banda dedicou ao recentemente falecido Manú da Silva, foi tocada de uma forma emotiva que resultou em algo que antes eu nunca tinha ouvido, com o Bruce a dominar completamente cada nota mais aguda e a "berrar" como já não o ouvíamos há muito tempo. Notava-se na banda uma emoção enorme, e a forma como tocavam tornou-se ainda mais fenomenal.
De destacar igualmente a entrada da música "Where Eagles Dare", fazendo-nos parecer que estávamos num meio de um campo de batalha da Segunda Guerra Mundial. O encore foi igualmente dedicado ao Manú da Silva, tocando a banda aquelas faixas mais hard rock, como "Wrathchild", "Drifter", ou a típica "Sanctuary", mais ao agrado do falecido.
A banda brilhou completamente, destacando-se, para mim, as actuações do Bruce, com uma energia de quem tem os seus 16 anos (o homem é um cinquentão, caralho!!!), evidenciando-se como um brilhante vocalista e entertainer para o público; e a actuação do baixista Steve Harris, com o seu toque inconfúndivel, e mostrando plenamente o porquê de ainda ser considerado por muitos (eu incluíndo) o melhor baixista do mundo. O pior acabou por ser um público, e citando as palavras do próprio Bruce, "incapaz de respeitar aqueles fãs de maiden que queriam curtir a música na sua, sem moxe".
O concerto acabou com um até para o ano, com um novo albúm...

1 Comments:

Blogger trooper said...

caneco, fizeste me chorar, chiça, o post tà excelente!!!

10:42 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home